maio 2016 Posts

Fuja da desidratação no inverno

Você certamente já passou por alguma situação em que teve muita vontade de beber um copo de água. Saiba que neste momento o seu corpo já estava sinalizando o primeiro, e mais claro, sinal da desidratação.

Isto ocorre quando, por ingestão insuficiente ou perdas excessivas, a quantidade de líquido no organismo não é suficiente para manter as suas funções vitais de maneira adequada, ou seja, quando o organismo está com menos água do que precisa.

O vômito, a diarréia, o uso de medicamentos (como diuréticos), o calor excessivo, a febre e a redução da ingestão de água por qualquer razão podem acarretar a desidratação.

Veja alguns dos principais sintomas relacionados a desidratação:

- Sede (este é o primeiro sinal);

- Dores de cabeça;

- Fraqueza/Tontura;

- Fadiga/Sonolência;

- Boca Seca;

- Urina em menos volume e mais concentrada (cor amarelada);

Dicas para evitar a desidratação:

Muito melhor que tratar a desidratação é evitá-la ingerindo uma quantidade adequada de líquidos diariamente. Em condições normais, o ser humano em média necessita ingerir, cerca de dois litros de água por dia, o equivalente a 8 copos de 250ml.

Se você for praticar atividade física, fique atento à necessidade de tomar ainda mais água.

Woman drinking a glass of water

Consuma alimentos ricos em água pois esta também é uma maneira de se hidratar. Os alimentos mais ricos em água são as frutas e verduras in natura (cruas). Além de ajudarem na hidratação, esses alimentos costumam ser menos calóricos que os demais.

Observe sua urina. Quando a urina adquire uma tonalidade muito escura, é sinal que você não está ingerindo água nas quantidades adequadas. Beba água até que sua urina adquira uma tonalidade clara, e procure manter sempre essa cor, que é a ideal.

Se sentir sede, não hesite: beba um copo de água. A sede é o sinal mais importante de que o organismo está precisando de mais água. Não engane seu corpo: hidrate-se.

Isadora Flores – Nutricionista Clínica.

Pós-Graduada em Fisioterapia Funcional.

Seu corpo em movimento até no frio

O inverno chegando e a primeira sensação que temos é de que tudo que precisamos é entrar na “zona de conforto” dentro de casa no sofá, comendo e assistindo televisão.

Vamos sugerir outra possibilidade de entrar na “zona de conforto” fazendo atividade física e a modalidade escolhida para hoje será a corrida.

Dicas para quem quer praticar atividade física e corrida nos dias de frio:

- Como nosso metabolismo gasta mais energia durante o inverno para manter a temperatura corporal ideal é sempre muito importante estar bem alimentado para fazer a atividade física, pois “músculo com fome é músculo cansado e burro” e nesta hora pode ocorrer alguma lesão. Portanto, se alimente bem antes da prática.

- Durante a prática ao ar livre você até pode correr com mais roupas (luvas, touca, calça…), porém é de extrema importância que logo após a atividade você troque a roupa por uma seca ou se agasalhe o mais breve possível. Um vento frio com o corpo molhado pode ser um perigo nestes dias de frio.

- Não se esqueça de procurar uma orientação de um bom professor de Educação Física, para que ele faça o melhor planejamento do seu treino de acordo com seus objetivos.

- No inverno temos uma falsa impressão de que nosso corpo necessita de menos água para a prática de atividade física… isto não pode ocorrer de forma alguma e “músculo bem hidratado é músculo forte”! Por isso, sua garrafinha de Água da Pedra deve fazer parte deste processo.

Essas foram algumas dicas básicas que o professor Milton (Coordenador Técnico da Milton Felker Assessoria Esportiva) nos apresenta. Apesar do frio nós podemos fazer uma atividade física (corrida) saudável e prazerosa. :)

Mantenha corpo e mente funcionando perfeitamente

Para quem tem uma rotina muito agitada, encontrar tempo na agenda para uma atividade física parece difícil. No entanto, são as atividades que vão deixar seu corpo mais resistente e sua mente mais saudável para encarar os desafios do dia a dia e trazer mais equilíbrio para a sua vida.

Para isso, é só seguir o ditado de que “corpo são, mente sã” e investir em algumas práticas:

- Ioga: Para pessoas muito agitadas e ansiosas, esvaziar a mente de pensamentos e controlar a respiração pode trazer mais tranquilidade e ajuda a regular o ritmo intenso.

IMG_0044

0057

- Pilates: A prática do pilates exige concentração e controle da respiração. O exercício valoriza a limpeza da mente antes da execução dos movimentos.

0007

- Dança: A dança é um ótimo exercício que ajuda não só na perda de peso como também na sociabilidade, no combate à depressão, e também não deixa de ser uma diversão, não é mesmo?

danca02

Descubra quais as atividades que você gostaria de fazer, abra um espaço na sua agenda e mude a sua rotina!