pet Posts

Como criar um jardim vertical com garrafas pet

Decorar a sua casa com materiais recicláveis é uma ótima ideia para aliar beleza e sustentabilidade

Comprar, usar e descartar. Essa é a lógica que a maioria das pessoas segue, não é mesmo? Mas você pode mudar esse caminho usando a criatividade para decorar algum cantinho da sua casa com materiais que iam para o lixo.

Reciclar nada mais é do que transformar objetos usados em novos produtos para o consumo. A reciclagem do plástico, por exemplo, é superimportante para o meio ambiente, já que esse material pode acabar indo para a natureza e poluir rios, lagos e matas. E tem mais: o tempo de decomposição pode levar até cem anos!

Por isso, nesse post vamos ajudar você a criar um jardim vertical com garrafas pet. Afinal, estar junto às flores e plantas e ainda contribuir com o meio ambiente faz um bem danado para o nosso bem-estar e saúde.

foto-blog-jardim-do-coracao

Esse tipo de jardim é uma ótima opção para cultivar as plantas e otimizar o espaço da sua casa, já que fica na parede. Em seguida, vamos mostrar como fazer o seu jardim vertical com garrafa pet. Mas, fique à vontade para usar a sua criatividade e fazer sua arte verde com um toque especial deixando-a ainda mais bonita.

Materiais que você vai precisar:

Garrafas pet de 2 litros limpas

Corda ou arame

Tesoura

Terra

Muda de plantas pequenas

Passo a passo de como fazer:

1º – Corte

Com as garrafas pet na posição horizontal e utilizando uma tesoura, faça uma abertura pegando todo o meio de cada garrafa e na lateral abrindo 1/3 dela, formando uma espécie de janela. Deixe esta parte para cima, pois será nela que você irá colocar a terra e as mudinhas.

2º – Furos

Faça 2 furos alinhados, na parte superior e inferior de cada garrafa, nos dois cantos e próximas da abertura, somente o suficiente para passar a corda ou arame. Faça também um furo no fundo da garrafa, no meio, para a saída do excesso de água da terra.

3º – Fixando o jardim

Corte 2 cabos (ou cordas) numa altura aproximada da parede, para formar cada fileira de garrafas.

E está pronto o seu jardim vertical com garrafa pet!

foto-dicas-miudas

Sugestões de plantas e flores para o seu jardim: Jiboia, Tilândsia, Flor-Canhota, Aspargo, Russélia, Colar-de-pérolas, Véu de noiva, Ripsális, Flor-batom, Columéia, Rabo-de-gato, Bromélia, Azaléia, Orquídea, Moreia, Gardênia.

Dicas:

  • Escolha um local na sua casa bem iluminado e ventilado para fazer o seu jardim vertical. Assim, as plantas conseguem se desenvolver e você protege o espaço da umidade.
  • Leve em consideração a escolha de plantas perenes que evitam manutenção constante. Pense também na facilidade de irrigação em relação à disposição do jardim. Não utilize plantas com raízes grandes e agressivas.

Cuidados básicos com os animais de estimação no inverno

Como está a sua saúde no inverno? E a do seu pet?

Com as mudanças de temperatura, os nossos queridos pets também sentem as variações. Quando o termômetro está baixo, os animais tendem a ter doenças respiratórias, por exemplo. Por isso, buscamos algumas dicas para você cuidar daquele que também faz parte da família.

Tatiana Graebin, Médica-Veterinária de Estância Velha (RS), afirma que é essencial atentar para as trocas bruscas de temperatura: não tirar do quentinho e ir direto para o frio. Também, os animais de pátio, gato ou cachorro, devem ter casinha e panos para se protegerem do frio. “Cuidado com os banhos, sempre quentes, e depois deve-se secar bem o bichinho”, enfatiza.

Quanto à água, deve estar sempre limpa e em um lugar de acesso fácil. O importante é que o pet deve beber a mesma quantidade que no verão!

 

Girl with dog

 

E, por fim, três dicas essenciais:

- Eles adoram “lagartear” no sol, como todos os gaúchos! ;)

– Mantenha as vacinas e vermífugos sempre em dia;

- Dê muito carinho ao seu pet.

Tatiana Graebin

Pet Shop Bicharada & Cia

(51) 3561-1314

 

 

Equilíbrio também para seu pet

Imagine chegar em casa, depois de um dia cansativo e estressante, e ser recebido com todo o amor do mundo? É o que acontece quando você tem um bichinho de estimação.

Dos mais tradicionais como cães e gatos, aos mais exóticos como aves e mini-porcos, eles trazem alegria para o lar e ajudam no seu equilíbrio diário. Para retribuir este carinho que eles sentem por nós não basta apenas brincar, levar para passear e dar ração.

Há outros cuidados que você deve tomar:

1) Caminhar no sol pode ser excelente para você pegar um bronzeado, mas para seus pets pode ser um sacrifício. Bichinhos com pelagem escura sofrem mais com o calor. Sem falar nas queimaduras que eles podem sofrer nas patas ao andar em pisos muito quentes. Para eles, vale a nossa regra de banho de sol: passeios na rua só antes das 9h e após 16h.

cão no sol

Fonte

2) Para o seu bichinho não sofrer tanto com o calor, existem produtos que amenizam as altas temperaturas, como tapetes especiais com gel, que refrescam sem precisar de água, eletricidade ou outro recurso. A parte boa é que, se seu pet for um destruidor de carpetes, o produto químico não oferece risco para eles.

3) Nenhum animal de estimação gosta de ficar sozinho por muito tempo, ainda mais quando é filhote. Para amenizar a solidão, deixe uma roupa velha sua enrolada na cama do seu pet – ele irá sentir o seu cheiro e ficará mais calmo. Deixe por perto também um rádio ligado – ao ouvir a voz de alguém, ele achará que tem alguém por perto.

MATERIA24.09

Fonte

4) Se você se preocupa com as taxas de sódio da sua alimentação e da água que bebe, por que não se preocuparia com o sódio na ração dos seus pets? Olhe bem os índices das embalagens e escolha o melhor produto para a saúde do seu bichinho.

5) Tem gente que fica com pena de castrar seu animal de estimação. Na verdade, este é um ato de amor. Com a castração, a expectativa de vida deles aumenta e ainda previne doenças como câncer de útero.

6) Para manter o equilíbrio da alimentação do seu pet, você pode investir em frutas e legumes. No entanto, atenção: o melhor é consultar um veterinário antes para saber como complementar a dieta do seu bichinho. Gatos, por exemplo, dispensam frutas e verduras da sua dieta, sendo essencialmente carnívoros. Cães estão proibidos de comer frutas cítricas como laranja e limão.

pet-frutas

Fonte

7) Depois do passeio, você pode achar que é uma boa ideia refrescar o seu melhor amigo com um banho gelado. Na verdade, fazendo isso você pode provocar um choque térmico no bichinho. Quando voltar para casa, o melhor a fazer é deixar o seu pet descansando na sombra ou em frente ao ventilador por um bom tempo antes de levá-lo para um banho, de preferência com água em temperatura ambiente.

8) Levar a sacolinha para recolher o cocô do seu bichinho na rua já é mais do que sabido, não é mesmo? Então por que não aproveitar e levar um pouco de água para ele se refrescar no caminho? Existem potes próprios para isso, que não vão ocupar muito espaço e ainda vão deixar o seu animalzinho feliz!

9) Gatos são animais higiênicos e que não possuem o hábito de tomar água com frequência. O mais indicado para eles é manter o pote de água sempre limpo e com água fresca. Vale também investir em bebedouros automáticos para manter a água corrente.

073608830ec6b71f4b61958fc494bbfd

Fonte

10) Como ainda estamos em época de aproveitar o verão, a mudança de temperatura pode deixar o seu bichinho estressado. Não é difícil ver a quantidade de cães e gatos que se perdem dos donos no litoral. Por isso é importante, independente do comportamento do seu pet, manter uma coleira de identificação com o nome dele e os seus dados de contato.

PetBoard: garrafas PET no Projeto Prancha Ecológica

Clicado por: Monkeyc

Clicado por: Monkeyc

Surf e natureza têm tudo a ver! Unindo essas duas paixões, o porto-alegrense Jairo Lumertz criou o Projeto Prancha Ecológica, que transforma garrafas PET em pranchas de surf “iradas”.

A primeira prancha foi feita em 2007. Incentivado pela namorada, Carolina Scorsin, Jairou juntou 88 garrafas e montou a criação. Ele foi testar a prancha em Garopaba e foi um sucesso total.

Motivados a repassar o espírito de sustentabilidade, o casal passou a dar palestras em escolas da cidade, nas quais ensinavam a fazer a tábua. Criar uma prancha pode levar até 5 horas – mas o resultado vale a pena!

Em outubro de 2012, Jairo e Carolina percorreram 4 estados levando o projeto, atingindo mais de 5 mil crianças. Eles, assim como a Água da Pedra, marcaram presença na última etapa do Circuito Brasileiro de Surf, que aconteceu no último final de semana, nos dias 11, 12, 13 e 14 de dezembro, em Torres, no litoral gaúcho. Dá uma olhada no que eles fizeram por lá:

Screenshot_2014-12-14-01-58-09

DSC_0038